Entrevista Marcos Castelani - Dos fóruns para o Youtube*

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012


Marcos Castelani, 23 anos, é natural de Lages/SC e começou a tocar gaita há aproximadamente cinco anos. Assim como a maioria dos gaitistas da nova geração, desenvolveu seu aprendizado de maneira autodidata auxiliando-se através de grupos de discussão e fóruns na internet. Com apenas um ano de prática, ele já estava tocando em uma banda que ele mesmo fundou, com pouquíssimas gaitas e um microfone que ele mesmo havia feito usando um telefone antigo. A partir daí, seu desenvolvimento foi tão notável que até gravou participações e um clipe com André Lisboa, um guitarrista de sua cidade. Drop’s & Rock N’ Roll, a banda fundada por Marcos, até fechou um show dos escoceses do Nazareth, em uma de suas passagens pelo Brasil, em 2010.



Foi à curiosidade e a constante necessidade de crescer como gaitista, que fez com que Marcos passasse boa parte do seu tempo livre nos grupos de gaita espalhados pela internet. Na sua busca por compartilhamento de conhecimento, ele começou a escrever sobre dicas de gaita em um blog e um dia por acaso, fez um vídeo que auxiliava iniciantes com dúvidas em escolha de modelos de gaita. “Pra ser sincero, acho que só fiz o primeiro vídeo, porque me deu preguiça de escrever um texto enorme comparando gaitas pra iniciantes no blog que eu tinha, mas o negocio acabou fluindo muito bem.", disse Castelani. Marcos não tinha intenção de transformar seu canal de vídeos no Youtube em vlog. A produção das filmagens é bem simples e no início ele só postava vídeos de experimentos que fazia com gaitas e equipamentos novos que ia adquirindo.
Hoje o canal tem quase 50 vídeos, aproximadamente 760 inscritos (número que aumenta a cada dia) e mais de 37 mil visualizações em seus vídeos. “O negócio cresceu de uma forma que eu não esperava. Até tive que criar outra conta de e-mail pra deixar só pra conta do Youtube. Todo dia recebo inscrições, mensagens de pessoas que curtem os vídeos e elogios, o que me motiva muito a continuar a fazer os vídeos.”, afirmou Marcos. Com o vlog, Castelani dá dicas de manutenção, vedação, técnicas e até mesmo ministra algumas aulas. De maneira extrovertida, o canal conquistou um grande público de gaitistas, principalmente de aluno iniciantes ainda carentes de conteúdo.


* Parte integrante de uma grande reportagem sobre gaita redigida para a disciplina de Redação Jornalística II para a UEMG, onde curso o segundo período de Comunicação Social.

3 comentários:

Nádia disse...

Avante! Texto muito explicativo, de fácil entendimento e de autoconhecimento.

Marco Antonio disse...

Faltou um link pro canal.

Caio Machado disse...

Olá Marco, eu jurava que tinha posto um link no meio do texto. Mas tudo bem, agora já coloquei o link na matéria, obrigado pela sugestão!

 
◄ Design by Pocket