Suzuki Blues Master

segunda-feira, 3 de setembro de 2012



Ao que tudo indicia a Suzuki tem sido a indústria de gaitas que mais tem investido em upgrades e novos lançamentos de gaita. Depois do meu último review sobre a Suzuki Folk Master, decidi contar agora um pouco sobre a minha experiência com a irmã japonesa dela, a Suzuki Blues Master. Por ironia do destino a gaita leva o mesmo nome (só que invertido) do amadeirado modelo da Hering. A diferença das gaitas, porém, é gritante. A começar pela sua embalagem, que é uma caixinha de plástico bege (chicoteadora). Estou acostumado com o visual vintage de algumas caixinhas da Hohner e particularmente não agradei dessa embalagem, o que não a torna ineficaz, pelo contrário ela cumpre bem seu papel.
No interior encontramos um prático manual básico que vem a calhar para iniciantes que saibam inglês, ou que não sejam preguiçosos. A gaita tem um visual bastante legal. O nome da gaita é gravado a laser em suas tampas de aço inoxidável. A ergonomia da gaita é muito boa devido as suas extremidades arredondas nos cantos. A abertura grande na parte de trás do instrumento proporciona muito volume. Aliás, volume é um dos maiores atributos dessa bela gaita, que possui um timbre lindo e macio.


De sua construção nada tenho a reclamar. Sete parafusos a vedam muito bem, prendendo a placa de vozes de bronze ao corpo de plástico ABS semitransparente de cor vinho (disponível também na cor preta). Após mais de um ano de uso a gaita ainda está impecável. Nunca fiz nenhuma limpeza ou manutenção interna. Hoje pela primeira vez a abri para fazer a contagem dos parafusos no corpo. Depois de tocar bastante nela e de algumas apresentações, nunca tive problemas de vazamento, desafinação ou nada do tipo. Ouso dizer que esse modelo é quase impecável. Tenho a usado muito a gaita para tocar folk no suporte de gaita com o violão e o resultado tem sido ótimo.
Minha Suzuki Master Blues foi adquirida na loja virtual Harmonica Master em uma promoção de queima de estoque que ocorreu em julho do ano passado. Na época eu paguei apenas 76 reais, o que difere e muito dos 112 reais que ela custa nos dias atuais. Mesmo assim a gaita é um ótimo investimento para gaitistas intermediários/profissionais e até mesmo para iniciantes dispostos a desembolsarem muito em uma gaita importada, logo de cara. Extremamente indicada para folk e blues! A seguir um demo de uma música própria minha na qual utilizo a Blues Master em G.

 
◄ Design by Pocket