quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Vai entender as pessoas. Fico pensando quanto vale ou o que representa viver pra cada pessoa. Muitos se esforçam um bocado para serem agradavéis, interessantes ou mesmo honestos, outros tampouco ligam para quem ou o que está ao seu redor. Não gosto de exemplificar, mas eu tenho convivido direto e indiretamente com pessoas que não dão a mínima pra nada e tem um mundo girando apenas em suas próprias cabeças. Egocêntrismo? Falta de bom senso? Talvez, acho que está faltando mais amor nesse planeta ou mesmo compaixão. Pessoas maltratando pessoas, gente que não valoriza o que faz ou que não tem determinação o bastante pra melhorar suas vidas. Todos acomodados e conformados com essas situações que só tendem a piorar mais e mais. Será que um dia viveremos em uma sociedade com perfeita e plena igualdade? Eu não acredito.

302

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Um fluxo de coisas
O mistério que te envolve me faz prosseguir
Quando eu olhei nos seus olhos
Foi pra valer
O que torna tudo isso interessante
É o fato de ninguém saber muita coisa sobre ninguém
Aquela velha história de que o tempo não passa sem você
E de que os segundos parecem semanas e coisa e tal
A incerteza do que dizer me faz querer te ver
Eu não irei te convencer de que o que eu fiz foi certo
Medo somado com expectativas nem sempre resultam em conclusão
O seu cabelo preso me prende no ar
Seu riso baixo e delicado me aflige
A ousadia de experimentar
A ousadia de se deixar levar
É tão lindo relacionar seus olhos com as estrelas
O brilho delas vão me guiar até você

6 de setembro de 2008

Hering Vintage Harp 1923

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Essa vai ser uma das primeiras vezes em que realmente irei falar sobre gaita nesse blog, alias o título bem que sugere isso! Semana passada chegou pra mim um suporte segurador de gaita e uma Hering Vintage 1923 em A, tudo isso eu pedi na Harmonica Master, único site especializados em gaitas do país. Através desse post quero falar sobre a Vintage Harp, pois antes de comprá-la tive muita dúvida sobre essa possível escolha e na internet não se encontra muito a respeito dela.
Bem, minha primeira impressão sobre o instrumentos foi ótima, visualmente ela é uma gaita linda. Ela possui tampas de latão douradas semelhantes a ouro velho, o que na minha opinião é o charme do instrumento. Tem um corpo de madeira bastante denso e muito envernizado o que infelizmente deixa um gosto ruim de tinta na boca, creio que isso passe com o tempo... Possui placa de vozes de latão de 1,20mm dando um timbre alto e agressivo a gaita. Seus cinco parafusos prendem a placa ao corpo proporcionando uma boa vedação. Quanto ao visual e construção a Vintage Harp se mostra impecável, possui timbres muito bons e resposta excelente, devido ao seu corpo de madeira que aveluda bastante o som. Outra característica importante da gaita é que sua embocadura é muito pesada (levando em conta de eu estar usando uma Bends Juke e uma Hering Master Blues, com embocaduras bem mais leves) devido a espessura do corpo e de seus orifícios, que deixam a gaita bem bolachuda, mas creio eu que isso seria apenas questão de hábito. A gaita vem em um case bastante semelhante aos EVA da Bends, o que me frustrou bastante, pois eu esperava a clássica caixa que por si só deixava o instrumento com um certo ar retrô reafirmando o nome da gaita... Levando em conta também que o case da Bends é melhor e não chicoteia como o da Hering... Mas fora isso a gaita é muito boa, com destaque no seu lindo e alto som, ideal para blues e country. Espero ter ajudado quem está em dúvida sobre a Hering Vintage Harp 1923.

De volta...

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Resolvi dar uma freiada no twitter e reativar esse blog, enjoei daquelas 140 linhas!
Deixei passar um monte de coisa que rolou comigo e nem postei por aqui, como por exemplo o fato da minha banda ter tocado dia 15 agosto em Presidente Olegário, no Manifesto do Rock. Coincidentemente o show foi no mesmo dia que iniciou o festival de Woodstock há 40 anos atrás e pra piorar também foi numa fazenda! O show foi legal, tive uns problemas com a guitarra e com o som, mas a galera curtiu e isso já me animou bastante, além da divulgação da banda e da experiência que ganhamos no dia!
Pra aproveitar esse post também quero dizer que minha sobrinha nasceu no mesmo dia em que fiz este post! Vocês podem vê-la na foto, ela já tem 2 meses e esse foi o primeiro registro de sorriso da Karina que minha irmã conseguiu fazer! Linda ela né?
E falando em banda e tudo, um fato ocorreu envolvendo uma pessoa que eu pensava ser meu amigo, me chateando bastante. Não vou entrar em mais detalhes, mas diria que foi ótimo pra eu perceber como são as pessoas e o quão covardes e ingratas elas são! Poxa é uma falta enorme de bom senso e bem que poderia haver um reentedimento, pois tudo aconteceu por uma coisa tão relevante! Mas tudo bem, em breve posso até colocar fotos e videos do Manifesto do Rock, e claro mais fotos da Karina!
 
◄ Design by Pocket