Hering Vintage Harp 1923

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Essa vai ser uma das primeiras vezes em que realmente irei falar sobre gaita nesse blog, alias o título bem que sugere isso! Semana passada chegou pra mim um suporte segurador de gaita e uma Hering Vintage 1923 em A, tudo isso eu pedi na Harmonica Master, único site especializados em gaitas do país. Através desse post quero falar sobre a Vintage Harp, pois antes de comprá-la tive muita dúvida sobre essa possível escolha e na internet não se encontra muito a respeito dela.
Bem, minha primeira impressão sobre o instrumentos foi ótima, visualmente ela é uma gaita linda. Ela possui tampas de latão douradas semelhantes a ouro velho, o que na minha opinião é o charme do instrumento. Tem um corpo de madeira bastante denso e muito envernizado o que infelizmente deixa um gosto ruim de tinta na boca, creio que isso passe com o tempo... Possui placa de vozes de latão de 1,20mm dando um timbre alto e agressivo a gaita. Seus cinco parafusos prendem a placa ao corpo proporcionando uma boa vedação. Quanto ao visual e construção a Vintage Harp se mostra impecável, possui timbres muito bons e resposta excelente, devido ao seu corpo de madeira que aveluda bastante o som. Outra característica importante da gaita é que sua embocadura é muito pesada (levando em conta de eu estar usando uma Bends Juke e uma Hering Master Blues, com embocaduras bem mais leves) devido a espessura do corpo e de seus orifícios, que deixam a gaita bem bolachuda, mas creio eu que isso seria apenas questão de hábito. A gaita vem em um case bastante semelhante aos EVA da Bends, o que me frustrou bastante, pois eu esperava a clássica caixa que por si só deixava o instrumento com um certo ar retrô reafirmando o nome da gaita... Levando em conta também que o case da Bends é melhor e não chicoteia como o da Hering... Mas fora isso a gaita é muito boa, com destaque no seu lindo e alto som, ideal para blues e country. Espero ter ajudado quem está em dúvida sobre a Hering Vintage Harp 1923.

4 comentários:

Vitor disse...

Cara, vc é o único que tem as 3 gaitas que estão me deixando na dúvida na hora da compra - pelo menos é o unico que diz isso. Enfim, queria saber de você, que usa as 3, qual é a melhor ? Pretendo tocar um Blues mais agressivo, quase Rock, quando não o próprio Rock. XD
To desesperado, não consigo encontrar nada na Internet, tudo é muito vago. Aliás, até agora eu não sei a PRINCIPAL diferença entre a Hering e a Bends. Me da uma luz! Coloquei o blog no Favoritos do browser, mesmo pq é muito bonito.
Obrigado desde já.
Vitor.

Diogo Silva disse...

Cara, não sei se tá em tempo ainda hehe. Eu trenho uma Juke da Bends, e uma Vintage Harp da Hering, além de outras de ambas as marcas. Gostei bastante da Juke e das outras da Bends, elas são leves e o som suave, e com o tempo molda-se muito bem ao jeito de tocar da pessoa (o que é uma característica mais presente na Hohner e menos nas Hering). Mas pode melhorar um pouco em vedação. A Vintage Harp é uma gaita pesada, que por isso dá o timbre agressivo, que eu acho que é o que vc quer. Porém, ao mesmo tempo ela é bem precisa e suave de se tocar (tem boa resposta). Experimente uma Marine Band também, muito boa também. Das três, escolheria a Vintage Harp, sou muito fã dela. Agora, gaita depende de pessoa pra pessoa, do seu jeito de tocar e tal. Para ter uma boa escolha, não tem jeito: vc tem q experimentar todas haha. Abraço. Diogo

Caio Machado disse...

Vitor, desculpe pela grande demora em responder, mas se você ainda não tiver comprado a gaita e ainda estiver procurando agressividade com certeza a encontrará na 1923. Mas se você é principiante, não é muito recomendado porque a embocadura dela é bem mais pesada que a da maioria das outras gaitas e a durabilidade dela é menor (o maior problema que vi nas Herings). Agora a Juke
é uma puta gaita também, eu diria que uma das melhores que toquei, não tão agressiva, mas com um timbre lindo e ela é muito confortável de tocar. Eu usei uma Juke em C, e ela durou 10 meses. Minha 1923 em Lá tem 6 meses e já está bastante desafinada. Quanto a Master Blues, ela é a MELHOR das três em relação ao custo beneficio, obviamente que a qualidade do som é pior, pelo fato da placa de vozes sem em latão, mas de todas as três ela
é a mais versátil e confortável. Espero que tenha te ajudado com esse post, porque realmente a internet deixa a desejar sobre informações de gaita.

João Marcelo disse...

A gaita mais agressiva que eu conheço e possuo é a Suzuki Overdrive... apesar de não ter conseguido dominar ainda o sistema de bends dos furinhos da gaita.... parabéns pelo trabalho Caio! Esta é a minha primeira participação, mas tenho lido muito do que você escreve e sou fã!

 
◄ Design by Pocket