Segurador de Gaita Diatônica S-250 Hering

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Meu interesse por gaita começou no meio do ano de 2008, quando eu escutei a música Never Looking Back do cantor folk Matt Costa, onde ele usa uma gaita afinada em Lá em um suporte de gaita, fazendo um solo em uma parte da música. Acredito que assim como aconteceu comigo, boa parte dos gaitistas tiveram um primeiro contato ou interesse por gaita através de músicos que usam o tal suporte segurador em canções folk, ou não. Como exemplo temos os clássicos Bob Dylan e Neil Young e no Brasil há uns anos atrás o músico Humberto Gessinger, do Engenheiros do Hawaii deu uma baita popularidade na modalidade após lançar dois discos acústicos, onde ele revisitou diversas canções da banda de uma maneira folk utilizando também do suporte (o que particularmente não me agrada muito...).
Muita água rola sobre esse assunto e muitos gaitistas não gostam do suporte, pelo fato da maioria das pessoas tocarem gaita apenas em primeira posição, o que supostamente limitaria a gaita apenas como instrumento de acompanhamento. De todo modo eu vejo um aspecto positivo nisso tudo, pois enquanto a gaita puder ser usada como "acompanhamento" ela ainda poderá continuar revigorando a força do instrumento, que cá entre nós sofre preconceitos ainda maiores. E pra quem dúvida que a gaita pode ser tocada em segunda posição, sugiro que procurem ouvir o trabalho do excelente gaitista Vasco Faé.
Adquiri meu primeiro suporte segurador de gaita em 2009 e de lá pra cá acabei não utilizando muito ele, até porque realmente rola uma limitação no uso da gaita e meu interesse por blues foi sempre maior, mas isso vai variar do que você realmente procura adquirindo um suporte. Eu por exemplo não tive muito interesse e acabou que nunca chequei a tocar a tal canção do Matt Costa que eu tanto gostava! O meu Segurador de Gaita Diatônica S-250 Hering foi comprado na Harmonica Master por 36 reais e de lá pra cá o preço sofreu poucas mudanças, oscilando agora na casa dos 40 reais. Na época eu tinha encontrado um suporte da Hohner na minha cidade por absurdos 85 reais... Pra quem já toca algum instrumento de cordas ou mesmo bateria e percussão, o suporte garante diversão imediata, mas isso também vai depender muito da sua coordenação motora. Eu por exemplo não tenho muita destreza quando o assunto é dedilhado e acompanhamento na gaita, mas quando se trata de acordes e acompanhado consigo bons resultados com muita facilidade.
A construção do segurador se dá em um metal pintado de preto e possui molas grossas que ajustam a largura da gaita no bocal e duas tarraxas pra regular a distância em que ela ficará de sua boca. Senti um certo desconforto após alguns minutos tocando, pois as tarraxas são bastante instáveis e acabam afrouxando, o que faz com que a gaita se distancie de sua boca com freqüência. Por outro lado as molas que prendem a gaita no bocal são firmes e não permitem que ela escape enquanto você toque. Pode ser que a parte inferior de metal que prende a gaita no bocal seja um pouco desconfortável e atrapalhe a execução de alguns bends, mas isso se dá apenas por questão de hábito. A parte traseira que fica encima da nuca é revestida por uma borracha preta, que de certa maneira evita com que o segurador escorregue em suas costas e ombros. Ainda não tive oportunidade de experimentar outros seguradores de outras marcas, mas fiquei satisfeito com os resultados que obtive com o S-250. Pra quem quer tocar folk e pop rock o segurador é uma pedida e tanto, mas pra quem quer tocar blues ou outro estilo usando a segunda posição sugiro que experimente os seguradores da Hohner que me parecem ser melhores, apesar no preço superior.
Uma pequena curiosidade: meu suporte nunca fui guardado depois que eu o comprei. Sempre o mantive em cima de um amplificador de baixo ou pendurado em um cabideiro que tenho em meu quarto, e pelo que parece uma estranha oxidação da cor branca tomou conta das molas e de uma parte próxima as tarraxas. Nada que prejudique o funcionamento, mas que estéticamente deixa o suporte bastante feio. Sendo assim sugiro que mantenham o suporte guardado e devidamente seco e livre de umidade para que não ocorra o mesmo com vocês. Espero que esse review auxilie gaististas interessados em adquirir um suporte segurador, em breve volto com mais postagens!

4 comentários:

cost disse...

Interessante, sempre tive curiosidades por esta ferramenta por sempre ve-la em filmes e tal, mas vejo desde já que não é muito de meu feitio, até mesmo por não ter a necessidade de usa-lo, já que não uso outros instrumentos.
Oreview foi bem bacana, da pra esclarecer bastante as dúvidas de quem quer adiquirir um.
Obrigado pelas dicas.

João disse...

Comprei este segurador da hering. Muito ruim, quando vc movimenta a cabeça pra trocar de orifício ele se meche, faz meses que uso e foram poucas as músicas que consegui tocar direito com ele. Não recomendo para ninguém!!!

Anônimo disse...

Eu utilizo um suporte de outra marca que esta que você esta apresentando para tocar a minha gaita acompanhado do violão é bem interessante, pois dependendo da música fica muito legal todo o arranjo.

Jairus Lopes

Anônimo disse...

Acabei de receber o meu S-250, e seu texto veio bem a calhar! Tenho três harmônicas da Hohner e tentei pela internet comprar um segurador da mesma marca. Após duas tentativas frustradas (entre extravios e falta do produto nos estoques), optei pela Hering, e fiquei bem satisfeito com os aspectos positivos do equipamento.
Valeu!
Leandro "Led" Moreira.
Vitória, ES.

 
◄ Design by Pocket