Frequência?

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Sinto falta de comentários e longos debates em blogs. Penso que isso não ocorre nesse blog porque meus posts mediocres não possibilitam isso. Sinto também por ter tantos blogs paralelos e não conseguir seguir em frente com nenhum. Mas de fato não há muito sentido em continuar um blog entitulado Gaita e Poesia quando não se toca gaita com frequência e tampouco redija poemas. Semana passada dei minha primeira aula de gaita, foi um tanto conturbada mas já é um longo passo pra quem não se dedica ao instrumento desde dezembro. Não foi uma aula preparada nem nada, foi tudo no improviso. Fico feliz em partes por ter sido assim, porque uma das principais características de um bom gaitista é o improviso. As outras todas surgem através dela. Vem o feeling, a dedicação, a perseverança, etc. Acho que só me restou um pinguinho de perseverança, mas isso muda. Estou devendo uma resenha sobre a Hohner Golden Melody, uma gaita incrível que tive oportunidade de comprar também em dezembro. Estou bastante desligado de gaita, quase literalmente. Por um lado sigo firme com minha banda, que se desequilibra em problemas, mas estamos sempre dando um jeito de contornar. Prometo seguir em frente com esse blog, com meus outros 4 ou 5, postar sobre a Golden Melody, postar sugestões musicais que seja! O lance é apenas não parar!

4 comentários:

Nádia disse...

É assim que se faz! Parar jamais!

K.A.O.S.K.8. disse...

Curti!!!

Laerçon blues man disse...

Cara, eu adoro gaitas e tudo o que ela pode proporcionar principalmente no blues, muito legal seu blog, continue sempre atualizando que ele estará sempre entre meus favoritos.

A wild blumen disse...

Excelente post, parece muito com o que sinto num mundo onde poesia, música e especialmente as doces gaitas andam tão desprestigiadas... Se você fizer seus posts em forma de HQ aí o debate vai bombar.

 
◄ Design by Pocket